Buscar en este blog

Cargando...

martes, 19 de julio de 2011

Análise química de alimentos utilizados na dieta de bovinos

VOCÊ SABIA?
1. Alguns subprodutos agroindustriais
podem conter ingredientes especiais ou
complementares aos já existentes na dieta,
que proporcionam um “ajuste fino” da dieta,
possibilitando melhor desempenho dos
animais. Como exemplo, podemos citar o
resíduo de cervejaria, rico em proteína não
degradável no rúmen (by-pass).
2. Praticamente 1/4 do nitrogênio das
forragens tropicais está sob a forma de NNP
(nitrogênio não protéico). Teores acima de
25% da fração A indica excesso de fertiliza-
ção nitrogenada, ou desequilíbrio entre os
nutrientes do solo, principalmente enxofre,
fósforo, potássio e magnésio.
3. Em alimentos processados (farelos) e
aqueles que passaram por processos de
secagem, elevados teores de nitrogênio
ligados à fibra em detergente ácido (FDA)
fornecem evidências de que o alimento
sofreu aquecimento excessivo, podendo
refletir na redução dos valores de
digestibilidade da proteína.
4. Em pastagens, o alto teor da fração C
(acima de 8% do total de proteína) indica
idade fisiológica avançada.